Publicações Diversas

21/05/2014

 18° edição do Panorama Defesa Comercial, referente ao mês de maio, contendo, dentre outros temas:

 
Panorama Econômico: No primeiro trimestre de 2014, o saldo comercial argentino foi de US$ 121 milhões (queda de 91,9% em relação ao mesmo período de 2013). Trata-se do valor mais baixo dos últimos 14 anos para o primeiro trimestre.
 
Comércio Bilateral:  No primeiro trimestre do ano, o fluxo comercial bilateral entre Brasil e Argentina apresentou declínio de 17% em relação ao mesmo período de 2013, com queda de 21% nas exportações argentinas para o Brasil e redução de 13% nas importações argentinas originárias do Brasil.
 
Restrições Comerciais: A aprovação das importações tem sido condicionada ao prazo de pagamento e ao montante da operação. Em consulta realizada pela FIESP, alguns setores registraram atrasos na aprovação das DJAIs superiores a 490 dias.
 
Desvio de Comércio: As exportações brasileiras para a Argentina ganharam participação em 10 setores no primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período em 2013. No mesmo período, o Brasil perdeu participação nas importações argentinas em 11 setores.
 
Aumento temporário do imposto de importação: A Argentina publicou nova lista de 100 produtos cuja alíquota do imposto de importação será temporariamente elevada para países de origem extrazona.
 
Aprofundamento dos controles aduaneiros: A Argentina passou a exigir dos operadores aduaneiros o registro antecipado das informações relativas aos contêineres utilizados no comércio internacional de mercadorias.
 
Acordo Automotivo: O acordo automotivo entre Brasil e Argentina expira em 30 de junho de 2014. Há expectativas de renovação do acordo por mais um ano.
 
O documento também pode ser visualizado no link abaixo: